Resenha: A garota que você deixou pra trás – Jojo Moyes

Olá meninas,

Hoje a resenha e sobre um livro que li recentemente e que me emocionou muito. Espero que toque vocês da forma como me tocou.

  • Autora: Jojo Moyes
  • Obra: A garota que você deixou pra trás
  • Personagem: Sophie, Liv Halston, Édouard Lefèvre
  • Gênero: Ficção, Romance
  • Páginas: 384
746993E9-2897-493E-8096-832BF990A585

Livro: A garota que você deixou pra trás da autora de Como eu era antes de você.

A autora

Pauline Sara Jo Moyes nasceu em 1969, cresceu em Londres e hoje mora em Essex -Inglaterra com o marido e os três filhos. Trabalhou como jornalista por dez anos, sendo nove no jornal The Independent e um ano no Sunday Morning Post.

É autora de mais de dez livros, entre eles A última carta de amorComo eu era antes de vocêDepois de você e A garota que você deixou para trás, publicados pela editora Intrínseca.

Seu romance de maior sucessoComo eu era antes de você,  vendeu mais de oito milhões de exemplares em todo o mundo, ocupou o topo da lista de mais vendidos em nove países e foi adaptado para o cinema com Sam Claflin (ator de Jogos vorazes) e Emilia Clarke (atriz de Game of Thrones).

Jojo Moyes é uma das poucas escritoras no mundo a ter emplacado três livros ao mesmo tempo na lista de mais vendidos do The New York Times e uma das poucas autoras que já ganhou duas vezes o Prêmio Romance do Ano, atribuído pela Associação de Romancistas e foi traduzida para onze línguas diferentes.

Descrição da história

A história começa durante a Primeira Guerra Mundial, onde o jovem pintor francês Édouard Lefèvre é obrigado a se separar de sua esposa Sophie, para lutar no front, enquanto ela o aguarda morando com os irmãos e sobrinhos no hotel do seu pai, em sua cidade natal.

Vivendo em meio a tanto sofrimento, Sophie se agarra ao seu retrato, pintado pelo marido, para suportar tamanha dificuldade.

Além da cidade estar ocupada pelos alemães, chega um novo comandante que logo no início demonstra grande admiração pelo retrato de Sophie, que se encontra pendurado na parede.

Em dado momento, Sophie se vê obrigada a cozinhar para eles todas as noites. E logo, Sophie e sua família são julgados pelos amigos que entendem isso como um insulto ao seu país e aos seus entes queridos.

“Cheguei mais perto e examinei meu rosto: as sombras embaixo dos olhos, os leves vincos entre as sobrancelhas. Estremeci, mas não de frio. Pensei na garota que Édouard deixara para trás havia dois anos.”

Na tentativa de reencontrar o marido que tornara prisioneiro na guerra, Sophie abre mão de tudo o que possui,  arriscando sua vida, a de sua família, sua reputação e até mesmo o retrato que tanto ama.

“Quando você voltar, Édouard, juro que serei de novo a garota que você pintou.” Sophie  Lefèvre

Depois de muitas páginas de sofrimento, dor, amargura e tristeza, Jojo Moyes dá um salto para quase um século depois em sua narrativa. Embarcamos numa nova história que se passa em Londres, onde Liv Halson se apega ao retrato de uma linda jovem que lhe passa muita força ao tentar seguir sua vida, após a morte do marido. Presente dado por este, o quadro ocupa lugar de destaque no quarto de Liv.

Em meio a tanta dificuldade para voltar a viver, Liv se depara com um grande problema. A história do quadro surge com a família do pintor, Édouard Lefèvre, que pretende recuperar o retrato perdido a tanto tempo em meio a guerra. A partir daí surgem todas as revelações quanto a trajetória do retrato e toda a história que ele representa. Após conhecer a história de SophieLiv se vê ainda mais apegada ao quadro e se sente obrigada a defender e honrar A garota que você deixou pra trás. Mesmo que para isso ela perca mais uma vez um grande amor.

E239FF8E-1A40-437C-A739-59734D35CC87

Análise crítica

Autora de grandes romances, Jojo Moyes não perde a essência de sua escrita e nos leva a embarcar com ela nessa viagem marcante em A garota que você deixou pra trás. Me identifico muito com suas obras, pois Jojo aborda temas de grande relevância para a sociedade. Em seus livros, ela consegue abordar questões que muitas vezes não possuem a devida atenção, unindo o sofrimento humano com relação da realidade social e cultural do personagem.

São temas de seus livros a paraplegia, acidentes, guerra, roubo, eutanásia, conflitos humanos, entre outros.

Jojo Moyes apresenta a comovente história dessas duas mulheres que, mesmo separadas por quase cem anos, possuem a mesma força e determinação para lutar por aquilo que amam, custe o que custar.

Mesmo com tanto sofrimento e na esperança de um dia voltar a ser a mulher daquele retrato, Sophie faz de tudo que está ao seu alcance para reencontrar o seu grande amor. É interessante perceber que o mesmo se passa com Liv, pois para ela, o retrato também é uma forma de trazer de volta aquilo que ela perdeu, o seu amor, seu marido e a alegria de viver. O retrato de certa forma, representa a esperança. Esperança essa de voltar a ser, voltar a ver, voltar a ter…

“Já não choro pelo meu lar. Não poderia dizer por quanto tempo viajamos, pois os dias e as noites se fundiam, e o sono se tornara um visitante fugaz e esporádico.” Sophie  Lefèvre

Além da abordagem histórica e romântica, percebo também que o livro se destaca por trazer e expressar o que é o sentimento através da arte, da apreciação do belo, demonstrando o poder da arte e a força que as expressões e os sentimentos do retratado e do retratista são repassados ao observador e como ela nos toca.

Enfim, é um livro emocionante, que traz questões moralmente complexas, humanizando as pessoas, mostrando o que a gente faz por amor e como a gente consegue encontrar força e coragem, sem imaginar que um dia poderia ter.

Além de tudo é uma história adorável e incrivelmente irônica, pois ela mostra como muitas vezes a vida nos prega peças e nos guia para um destino inesperado.

 Frases preferidas

“O tempo não justifica o que é errado.” Paul McCafferty

“Nunca conheci a verdadeira felicidade até encontrar você.” Edouard Lefèvre

“A humanidade é capaz de amor e beleza assim como de destruição.” Sophie Lefèvre

“Você tem que continuar tendo fé. As coisas podem voltar a ser boas.” Sophie Lefèvre

“…é que na vida há coisas muito mais importantes do que vencer.” Marianne Andrews

“E a vida…bem, aos poucos vou conseguindo viver de novo.” Liv Halson

“Tudo o que importa são as pessoas. Só o que importa mesmo é quem a gente ama.” Liv Halson

“A gente tem que ter fé em alguma coisa.” Liv Halson

“Ninguém escuta mais. Todo mundo sabe o que quer ouvir, mas ninguém realmente escuta.” Fran

“O que  a gente perde. Só tentando se agarrar a umas poucas coisas.” Fran

“Tudo sempre fica perfeito quando é cortado antes do tempo.” Paul McCafferty

 

Enfim, RECOMENDO.

Recebendo o selo da Polly’s tips.AI

Onde adquirir o livro: Eu comprei o livro na Amazon por R$17,90, mas as vezes ele aparece de promoção.

Caso seja mais um viciado nos romances da Jojo Moyes, clique aqui e veja a resenha de “Como eu era antes de você”.

“Você já chegou até aqui, não vai sair sem dar um oi, né? Comentários são mais que bem vindos e nos deixam muito felizes! Gostou? Então se inscreva no nosso blog e não deixe de receber todas as novidades. Muito obrigada!!”

Até a próxima!!

Bjus!!

Fonte: Wikipédia, A garota que você deixou pra trás.

 

 

 

Um comentário sobre “Resenha: A garota que você deixou pra trás – Jojo Moyes

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s